Palavra Pastoral

"...aquele que diz que permanece nele, esse deve também andar assim como ele andou..." (I João 2.6).

Andar como Cristo andou é viver essa autenticidade sem permitir que as coisas do mundo venham influenciar na nova vida em Cristo. O que deve nos consolar é que o fogo do Espírito Santo vem para provar a obra de cada um, e ninguém ficara livre do crivo de Deus. 

RESTAURANDO AS PORTAS DA NOSSA VIDA

O povo de Deus está sofrendo.

Os cristãos estão vivendo momentos de grandes aflições e conflitos espirituais, em função das lutas e das dificuldades da vida. Muitos se perguntam o que está acontecendo?! Ou o porque que tudo isso está acontecendo?! Alguns até falam que são fiéis a Deus nos dízimos e ofertas, outros dizem que trabalham arduamente na obra do Senhor sem faltar um culto sequer, e porque de tanta dificuldade e sofrimento?!

Existe uma explicação para toda essa situação!! As portas da sua vida estão abertas e escancaradas !!

Depois da destruição da cidade de Jerusalém, pelo império babilônico, Deus levantou o profeta Neemias para liderar a reconstrução da cidade, seus muros e suas portas, com a finalidade de protegê-la dos invasores e saqueadores.

Vejamos o texto de Neemias 2.17
“Então, lhes disse: Bem vedes vós a miséria em que estamos, que Jerusalém está assolada e que suas portas têm sido queimadas; vinde, pois e reedifiquemos o muro de Jerusalém e não estejamos mais em opróbrio.”

Como Neemias se preocupou em restaurar a cidade e principalmente as portas de Jerusalém, conhecida como a cidade santa de Deus, onde estava o Templo, igualmente nós, cristãos, também devemos nos preocupar em restaurar as portas da nossa vida, escolhida por Deus como seu Templo.

Como na cidade de Jerusalém existia 12 portas de acesso, que foram destruídas, por ordem do rei nabucodonosor, rei da babilônia, em nossa vida espiritual também existem 12 portas de acesso, que precisam ser restauradas e fortalecidas, para que Satanás não tenha liberdade de acesso e possa nos derrotar e destruir.

1ª porta – A porta das ovelhas – Ne 3.1

A porta das ovelhas (servos) – Devemos restaurar a nossa condição de submissão, de reverência e obediência a Deus.

2ª porta - A porta do peixe – Ne 3.3

A porta do peixe (vidas) – Devemos restaurar a nossa condição de servos de Deus quanto a missão de ganhar almas para Deus.

3ª porta – A porta velha – Ne 3.6

A porta velha (original) – Devemos restaurar os valores da fé genuina em Jesus, com relação a simplicidade da mensagem do evangelho eterno.
(não é show – não é oba-oba)

4ª porta – A porta do vale – Ne 3.13

A porta do vale (lutas) – Devemos restaurar a confiança e esperança da vitória nas lutas. Muitos tentam escondê-la sem tentar enfrentá-la.

5ª porta – A porta do monturo - Ne 3.14

A porta do monturo (lixo) – Devemos restaurar a característica de santidade, através da limpeza da alma. (jogar fora tudo que possa impedir o agir de Deus – Sentimentos de ira, ódio, medo, inveja, ressentimentos,etc)

6ª porta – A porta da fonte – Ne 3.15

A porta da fonte (espírito) – Devemos restaurar a intimidade com o Espirito Santo, de maneira a dar liberdade para Ele agir.

7ª porta – A porta das águas – Ne 3.26

A porta das águas (limpeza) – Devemos restaurar a importância da leitura da bíblia, como única fonte purificadora de Deus para a vida do homem.

8ª porta – A porta dos cavalos – Ne 3.28

A porta dos cavalos (força) – Devemos restaurar a nossa fé, na confiança do poder de Deus.

9ª porta – A porta oriental – Ne 3.29

A porta oriental (oração) – Devemos restaurar o desejo de conversar com Deus através da oração.


10ª porta – A porta da guarda – Ne 3.31

A porta da guarda (vigilância) – Devemos restaurar a preocupação com a vigilância de nossa vida.

11ª porta – A porta da prisão – Ne 12.39

A porta da prisão (cadeias, amarras) – Devemos restaurar a nossa visão com relação as promessas de Deus para a nossa vida.

12ª porta – A porta do Rei – Jo 10.9

A porta do Rei (Deus, Jesus) – Devemos restaurar o nosso relacionamento de intimidade com o Senhor Jesus. Ele é a solução para todas as dificuldades da vida.



Conclusão
Se quisermos ser vitoriosos em tudo em nossas vidas e tomar posse de todas as bençãos que Deus já nos deu, devemos reconstruir as portas de nossa vida espiritual.